quinta-feira, 23 de abril de 2009

Praça da República

Foto: James Johnson
http://www.pbase.com/paddchas/image/51049264

Segundo o Dicionario Michaelis On line Repúplica pode ser definida dessa maneiras 1 A coisa pública. 2 O Estado no sentido geral, seja qual for a forma de governo. 3 A comunidade dos cidadãos. 4 Forma de governo em que o povo exerce a sua soberania por intermédio dos seus delegados e representantes e por tempo fixo. 5 O Estado que governa deste modo. 6 Associação de pessoas que não reconhecem chefe. 7 Conjunto de estudantes que vivem na mesma casa. 8 Essa casa. 9 Associação de animais que vivem em comum. 10 pej Coisa desordenada ...”


Quem passou, passa ou ao menos conheçe a Praça da República no centro de São Paulo?, praça que acolhe aos finais de semana a tradicional “feirinha” rippie e a famosa roda de capoeira, praça que também acolhe a Secretaria Estadual de Educação, a estação República do Metrô, além do público gay e os mendigos que por ali perambulam.


Pois bem , cheguei ao ponto onde queria tocar, não, não são os gays, os mendigos? Talvez, mas com certeza o que a praça se tornou para esses “moradores” de rua, banheiro público, é, podem de acreditar, tem pessoas, seres humanos que ali “moram”, e, como qualquer ser humano, dorme, come (as vezes), bebe e tem necessidades fisiológicas.


É impressionante como as autoridades não disponibilizam para essas pessoas ao menos condições dignas de poderem usar um banheiro e não ter de deixar seus detritos e restos fisiológicos por ai, em meio a praça, praça da República, lembra ?


Não vou aqui dizer que os Senhores “moradores” não deveriam fazer isso ou aquilo, pois estaria sendo um falso moralista, alias detesto moralismo exacerbado, detesto as “regras” da moral e bons costumes e aquele povinho que faz sexo apenas para reprodução, voltando aos senhores “moradores” de rua, talvez seja o único momento do dia, aquele momento que saio do metro República pela manha em direção a Rego Freitas onde trabalho, quando ao ficar enjoado com o fedor de latrina deixado pelos seus detritos fisiológicos que eu lembro que eles estão por ali, sentados, deitados, andando, pedindo, dormindo e “vivendo” , vivendo, agora sem aspas, com as sociedade de costas para eles, me senti mal ao refletir sobre isso.


Me senti mal, mal em perceber que os percebo apenas pelo que causam de ruim em mim, no caso, o enjôo pelo mal cheiro, mal em tomar consciência que assim como eu eles tem necessidades, que são seres humanos, vivos, com necessidades como eu e principalmente com Sentimentos como qualquer outra pessoa.


E você o que sente ?

PS: desculpem os erros, mas meu revisor (corretor ortográfico do World), as vezes "pensa" em português de portugal ou em outras linguas.

Dicionário Michaelis:

http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=rep%FAblica

acesso em 23/04/2009

1 comentários:

Postar um comentário