domingo, 30 de agosto de 2009

Os Doze Pecados Capitais de um Currículo

Todos os dias milhares de pessoas preparam e enviam seus currículos, enviam pelos mais diferentes motivos: a busca de uma nova colocação, a insatisfação no emprego atual, o desejo de ascensão a novas posições, o medo de perda repentina do emprego em função do cenário de mudanças constantes e o desejo de não seguir a empresa em sua mudança de cidade ou estado, entre outros.

O perfil dos candidatos varia muito, sendo de diferentes segmentos de mercado, distintas posições hierárquicas, várias formações acadêmicas, porém todos têm algo incomum: o Currículo, para não prolongar sua permanência na busca por um novo emprego é necessário atenção na hora de fazer seu currículo.

Os doze pecados capitais na hora de preparar seu currículo são:

  1. Cometer erros de português, gramática ou ortografia, entre outros - se um profissional não consegue escrever corretamente seu próprio currículo, como poderá elaborar uma carta proposta, um contrato ou uma apresentação sem erros ?
  2. Dar sinais excessivos ou irreais de performance - Alguns candidatos exageram na dose ao escrever suas realizações. Não será nada improvável alguém estranhar o fato de um candidato tão bom ter sido demitido e consequentemente estas tanto tempo desempregado.
  3. Mentir - Há mentiras sobre formação acadêmica, resultados obtidos pela equipe sob a gestão do candidato, posições que ocuparam e nível salarial atual. Se o entrevistador descobrir a mentira fatalmente o candidato estará eliminado do processo de seleção.
  4. Usar chavões - Hoje, no mercado de trabalho brasileiro, os entrevistadores não se impressionam mais com palavras ou expressões batidas como: sólida formação acadêmica, ampla experiência, desafio profissional, etc. Fuja do lugar comum.
  5. Objetivos Obscuros - um dos fatores mais importantes na elaboração de um currículo é a forma com que o candidato informa seus objetivos. Ela deve ser feita de maneira pensada, estruturada, clara e convincente.
  6. Perder-se em detalhes superficiais e desnecessários - A elaboração do currículo exige muitas horas de trabalho e de avaliação sobre quais são aquelas informações vitais ao seu enriquecimento.
  7. Plagiar o currículo de outro profissional - Um currículo excelente , em geral, é original. portanto evite o plágio. O recrutador especializado costuma perceber facilmente quando isso acontece e não pensa duas vezes antes de mandá-lo para a lata de lixo.
  8. Reproduzir a própria descrição do cargo - O currículo deve realçar as realizações pessoais de maneira clara, organizada, lógica e simples. Reproduzir simplesmente a própria descrição é um erro imperdoável.
  9. Indicar pretensão salarial - Esse é um assunto de natureza confidencial. Não raro, muitos profissionais perdem excelentes oportunidades de trabalho porque manifestam a sua pretensão salarial antes mesmo de serem entrevistados pela empresa.
  10. Assinar o currículo - Não é uma boa prática assinar ou rubricar o currículo. Pior ainda é acrescentar um termo de responsabilidade pelas informações fornecidas.
  11. Anexar foto - Mesmo solicitado em anúncio, deve ser evitado por tratar-se de instrumento da legislação referente à discriminação.
  12. Descrever sua personalidade - É perda de tempo ressaltar traços do tipo boa comunicação, boa apresentação, facilidade em liderar e relacionar-se com pessoas, etc.
O currículo é o passaporte que permitirá a você receber ou não o chamado de uma empresa para uma entrevista e, consequentemente, ser o escolhido ou pretendido. Portanto, prepare-o com muita atenção e esmero.

Lembre-se do que nos ensina a velha sabedoria chinesa: " Quem sabe ler o livro sem palavras da vida deve ser capaz de escrever linhas impressionante. Quem compreende a verdade que é difícil exprimir por palavras está qualificado a captar a mais elevada sabedoria"

texto de Gutemberg B. de Macedo, diretor da Gutemberg Consultores, empresa especializada em outplacement.

o texto foi adaptado em alguns trechos por mim

1 comentários:

Postar um comentário