terça-feira, 15 de setembro de 2009

TV Vermelho estreia e quer sua ajuda

A partir desta terça-feira, 15 de setembro, o www.vermelho.org.br passa a ter sua televisão. O que antes era um apêndice do conteúdo escrito, agora ganha espaço próprio, autonomia e permanência. Visite. Aproveite. Comente. Elogie. Critique. E ajude a TV Vermelho a ser maior ainda que o conteúdo escrito do portal.

A TV Vermelho estreia para responder a uma realidade que se impôs na internet: o conteúdo multimídia. Para o portal do galo, ele não é um modismo passageiro, mas uma tendência que veio para ficar.

A força da multimídia, e da imagem em especial, tem a ver com o que os especialistas chamam de convergência digital. Mas é igualmente uma exigência de um público cada vez mais informado e inconformista, decidido a fazer a sua própria escolha e a não deixar que decidam por ele.

No Brasil, isso é ainda mais verdadeiro, porque uma secular opressão intelectual impede que a maior parte dos cidadãos tenha familiaridade com a linguagem escrita. Como reação e resistência a essa opressão, criou-se aqui uma rica escola de comunicação popular, oral, visual, gestual, que a indústria da TV e a indústria da web-TV apenas palidamente refletem.

A TV Vermelho estreia filiada a esta escola e empenhada em desenvolvê-la, na medida das nossas forças. Visa em especial – mas não exclusivamente – uma audiência mais jovem, de trabalhadores e estudantes recém incluídos digitalmente, que preferem ver a ler e que são alvo de uma acirrada disputa ideológica.

Nossas forças não são grandes. Por isso a TV segue o caminho provado do Manifesto Vermelho, ao anunciar em 2002 o surgimento de um portal que "nasce como uma oficina de si próprio" e "irá se fabricando no ar, abrindo seu caminho ao andar", porque os recursos são poucos, mas, sobretudo, porque "um portal militante confia seu êxito à contribuição militante".

Portanto, este editorial é em primeiro lugar um apelo. Visualizadores de vídeo na web, produtores independentes de vídeo, interneutas em geral do Brasil inteiro e de fora, uní-vos e ajudai a fazer a TV Vermelho tal como ela precisa ser: ágil, inteligente, leve e bonita.

A revolução comunicacional democratiza a produção da imagem, antes restrita a uns poucos. A célebre frase de Glauber Rocha que virou lema do Cinema Novo – “Uma câmara na mão e uma ideia na cabeça” – hoje está ao alcance de qualquer um que tenha um celular, embora ter ideias permaneça indispensável como nunca.

Este portal conta com a contribuição militante de toda uma comunidade de entusiastas e colaboradores que dia a dia irá formando a rede social da TV Vermelho. É assim que funcionam as coisas que realmente dão certo na internet – não com mão única, mas onde o público também produz e distribui conteúdos. Enxergamos também como conteúdo precioso os comentários, as opiniões e sugestões sobre o que já está produzido, assim como a divulgação da estreia.

A TV Vermelho vem se somar a outras Inovações do portal, desde a conquista do software livre, em 10 de agosto. Agrega-se ao recurso de "comente esta matéria", à busca e busca avançada eficientes, à Rádio Vermelho, aos blogs. Outras novidades virão. Na internet é assim, como andar de bicicleta: quem para, cai. E o Vermelho está decidido a avançar.

Para assistir acesse www.vermelho.org.br/tvvermelho


Via Vermelho

1 comentários:

Postar um comentário