quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Éric Meireles de Andrade - A Natureza das Coisas

A natureza das coisas
Está na beleza do simples,
É a ousadia da comunhão entre os homens
E tem o doce sabor do amor e da amizade.

A natureza das coisas
Tem a união de pequenas partículas
Que se transformam em montanhas,
Está na inteligência decodificada da virtude
E é a coragem de lutar com ternura.

A natureza das coisas
Está também na importância do vazio
É a racionalidade contemplativa vencendo os templos
E não temer a morte,
Que a vida traz sempre consigo no bolso.

A natureza das coisas
Está nos anseios do avaro e do humilde
É a contramão da bonança e da miséria
E tem lápides escritas com o sangue dos tolos e dos sábios...

... Como dizia Demócrito antes de Cristo,
A natureza das coisas
Está na bondade dos homens que dormem tranqüilos
E no caminho sujo daqueles que acompanham os porcos...

Éric Meireles de Andrade

0 comentários:

Postar um comentário