quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Éric Meireles de Andrade - A Poesia

A poesia me marca como pasto à meia noite,
Quando a coruja pia e o mundo gira no escuro
A poesia é a garrafa maldita da dor ocre,
Do corpo que goza mas nunca peca.

A poesia é o direito de dizer OPRESSÃO!
Quando os homens se maltratam e não se abraçam

A poesia é o amaldiçoar o inanimável
E se proteger com as asas dos anjos...

A poesia é conhecer você!...

Éric Meireles de Andrade

0 comentários:

Postar um comentário