quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Dicas de Teatro

A FALECIDA VAPT VUPT
Uma mulher frustrada e vítima de tuberculose deseja ter um enterro de luxo como redenção de sua precária condição.
A partir de 15/1. Sexta, às 21h; sábado, às 19h e às 21h. Sesc Consolação: Rua Dr. Vila Nova, 245 – Vila Buarque. Tel.: (11) 3234-3000. www.sescsp.org.br. R$ 10

AS FILHAS DA MÃE
Uma mãe de meia-idade cuja longa e fracassada trajetória nos meios artísticos a leva a investir na carreira de suas duas filhas.
A partir de 8/1. Sexta e sábado, às 23h59. Teatro Bibi Ferreira: Avenida Brigadeiro Luís Antonio, 931 – Bela Vista. Tel.: (11) 3105-3129. www.teatrobibiferreira.com.br. R$ 40


alt


A LOBA DE RAY BAN

Os atores vivem os papéis de outros atores e seus conflitos no palco. Como pano de fundo, o triângulo amoroso entre os integrantes do grupo de teatro e a dissolução da companhia.
A partir de 15/1. Quinta e sábado, às 21h; sexta, às 21h30; domingo, às 19h. Teatro Shopping Frei Caneca: Rua Frei Caneca, 569 – Consolação. Tel.: (11) 3472-2226. www.teatrofreicaneca.com.br. R$ 70 a R$ 80

MARILYN
O monólogo sobre o mito Marilyn Monroe relembra a vida de fama e glamour da artista, transportando-a para os dias de hoje a fim de questionar se ela ainda seria a grande estrela de Hollywood aos 83 anos.
A partir de 7/1. Quinta, às 21h. Espaço 2 de Artes: Rua Clélia, 33 – Shopping Pompeia Nobre. Tel.: (11) 3864-3129. www.espaco2deartes.com.br. R$ 25

A MULHER QUE RI
Um homem relembra o relacionamento com os pais durante sua juventude, e como o bom humor de sua mãe transformou sua percepção de vida, de si mesmo e do mundo.
A partir de 22/1. Sexta a domingo, às 20h. Funarte – Galeria Mário Schenberg: Alameda Nothmann, 1.058 – Campos Elíseos. Tel.: (11) 3662-5177. R$ 10

RAPTADA PELO RAIO
A saga de um homem inconformado com o destino, que transita entre diversos povos na tentativa de resgatar sua esposa, vitimada por um raio.
A partir de 15/1. Sexta e sábado, às 21h; domingo, às 19h. Casa Livre: Rua Pirineus, 107 – Santa Cecília. Tel.: (11) 3564-3663. O público define quanto quer pagar pelo espetéculo

Fonte: Cidade de São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário