sexta-feira, 18 de junho de 2010

José Saramago - Fragmentos 2

Os habitantes da cidade doente de peste estão
reunidos na praça grande que assim ficou conhecida
porque todas as outras se atulharam de ruínas

Foram tirados das suas casas por uma ordem
que ninguém ouviu

Porém segundo estava escrito em lendas anti-
quíssimas haveria vozes vindas do céu ou trom-
betas ou luzes extraordinárias e todos quiseram
estar presentes

Alguma coisa podia talvez suceder no mundo
antes do triunfo final da peste nem que fosse uma
peste maior

Ali estão pois na praça angustiados e em silêncio
à espera

E depois nada mais se ouve que uma aérea e
delicada música de cravo

Qualquer fuga composta há duzentos e cin-
qüenta anos por João Sebastião Bach em Leipzig

É então que os homens e as mulheres sem espe-
rança se deixam cair no pavimento estalado da praça

Enquanto a música se afasta e voa sobre os cam-
pos desvastados

Fonte: http://www.revista.agulha.nom.br/1saramago1.html#2

0 comentários:

Postar um comentário