domingo, 15 de agosto de 2010

Ariano Suassuna - A Moça Caetana a morte sertaneja

(com tema de Deborah Brennand)

Eu vi a Morte, a moça Caetana,
com o Manto negro, rubro e amarelo.
Vi o inocente olhar, puro e perverso,
e os dentes de Coral da desumana.

Eu vi o Estrago, o bote, o ardor cruel,

os peitos fascinantes e esquisitos.
Na mão direita, a Cobra cascavel,
e na esquerda a Coral, rubi maldito.

Na fronte, uma coroa e o Gavião.

Nas espáduas, as Asas deslumbrantes
que, rufiando nas pedras do Sertão,

pairavam sobre Urtigas causticantes,

caules de prata, espinhos estrelados
e os cachos do meu Sangue iluminado.

Fonte: http://www.sonetos.com.br/sonetos.php?n=4564

0 comentários:

Postar um comentário