quinta-feira, 26 de agosto de 2010

João Nogueira - Samba de amor

Outra vez vem me buscar
Pra saber como é que estou
Estou bem, e tudo está normal
Apesar do mal que você me causou
Malandro não morre de mal de amor
Malandro não morre de mal de amar
Nem tem como esconder a dor
Arranca o punhal que o amor cravar
E escreve com sangue um samba de amor

Malandro não morre de mal de amor 

Fonte: http://www.vagalume.com.br/joao-nogueira/samba-de-amor.html

0 comentários:

Postar um comentário