segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Alvares de Azevedo - Tenho um seio que delira

I

Tenho um seio que delira
Como as tuas harmonias!
Que treme quando suspira,
Que geme como gemias!

II

Tenho músicas ardentes,
Ais do meu amor insano,
Que palpitam mais dormentes
Do que os sons do teu piano!

III

Tenho cordas argentinas
Que a noite faz acordar,
Como as nuvens peregrinas
Das gaivotas do alto mar!

IV

Como a teus dedos lindinhos
O teu piano gemer,
Vibra-me o seio aos dedinhos
Dos anjos louros do céu!

V

Vibra à noite no mistério
Se o banha o frouxo luar,
Se passa teu rosto aéreo
No vaporoso sonhar!

VI

Como tremem teus dedinhos
O saudoso piano teu,
Vibram-me n’alma os anjinhos,
Os anjos loiros do céu!

do livro Lira dos Vinte Anos
Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/alvares-de-azevedo/lira-dos-vinte-anos1.php

0 comentários:

Postar um comentário