quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Alfredo Guilherme Galliano - Aqui te amo

À Rosália Guimaraes

Aqui te amo
nas ruas asfaltadas
onde a busina canta, 
canta o vento
na pele do granito
na alma do cimento.

Teu nome vem das coisas mais simples
e das mais belas...
Ah teu riso de mar transatlântico!

Em vão te oculta a distancia.
Estou te amando sobre todas as coisas,
as mais simples, as mais belas.
Nenhum barco atraca meu pôrto
que não traga teu nome florido.

Aqui,
aqui te amo e não tenho.
Tanta distância...
Em vão te oculta a distância, 
emerges de tôdas as coisas.

E como te amo tanto, 
novas flores desabrocham
ouvindo cantar teu nome
nas gôtas do meu sangue.

Alguma Poesia de Alfredo Guilherme Galliano
Fonte: Revista Fundamentos, nº 39 - Novembro de 1955.

0 comentários:

Postar um comentário