segunda-feira, 4 de abril de 2011

Uma noite de domingo

Um dia de frio, garoa e céu cinza, um domingo, o primeiro do mês de abril, o ano é 2011.

Em casa, mais precisamente na sala, deitado no sofá e aguardando o domingo passar, mais um domingo se vai e outra semana se inicia.

É assim a vida. Temos que fazer valer a pena, fazer com que a vida tenha sentido, pois como os domingos e as semanas a vida também passa.

Passam os dias, passa a vida, dia após dia, diante de nossos olhos, e não percebemos que ela (a vida) passa ali, à nossa frente, não percebemos que a deixamos passar sem ao menos curti-la, aproveitá-la, vivê-la.

É assim a vida. Não da oportunidade de vivê-la novamente.

Àquele dia, àquela hora, àquela oportunidade não voltam mais, não se apresentam novamente à frente de nossos olhos, ao toque de nossas mãos.

Contudo, ela (a vida) nos dá a oportunidade de viver o dia seguinte, a semana seguinte, o domingo seguinte... Até o dia que achemos o fim ou que ele nos ache, mas até lá, faça valer, faça sentir e ser sentido, viva ...

Boa Semana!

7 comentários:

Postar um comentário