quarta-feira, 10 de outubro de 2012

MINHA SAUDADE – NILTON SANTA BRANCA – CARLITO CAVALCANTI

Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Vem, por favor.
Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Eu chego em casa cansado e a nega me diz que sou trabalhador
Ela é feliz comigo pois tem um abrigo, carinho e amor
Eu saio de madrugada, em desabalada carreira às seis
Meu salário é mixaria mas dou à Maria todo fim de mês
Eu divido com três
Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Ora, vem, por favor.
Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Chega no fim de semana, garrafa de cana pra me inspirar
Ela pega no pandeiro e bate ligeiro pra me acompanhar
Minha viola vadia, minha filosofia do meu coração
Ama muito a boemia, mas tem a mania de dar o perdão
É isso aí, meu irmão

Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Ora, vem, por favor.
Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Eu gosto de lá do Salgueiro, Mangueira, Império da Vila Isabel
Entra ano e sai ano, meu cumpade Garcia subo a cidade de Padre Miguel
Muito embora ela exista eu sou um sambista que também tem cor
Ela quer que eu vá pra tela, mas é a Portella quem é meu amor
E o Carlito falou
Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Ora, vem, por favor.
Vem, vem matar minha saudade.
Vem, ora se vem acalmar a minha dor.
O meu coração está ferido, não aguenta mais viver longe desse amor.
Não aguenta mais viver longe desse amor
Não aguenta mais viver longe desse amor

0 comentários:

Postar um comentário